×

Exposição “A.R.L. Vida e Obra”: Celebrando a Sensibilidade de Antônio Roseno de Lima

Exposição “A.R.L. Vida e Obra”: Celebrando a Sensibilidade de Antônio Roseno de Lima

Descubra a Jornada Artística de A.R.L. no CCBB BH

O Centro Cultural Banco do Brasil Belo Horizonte – CCBB BH – abre suas portas no dia 24 de janeiro para apresentar a exposição “A.R.L. Vida e Obra”. Neste evento, mergulhamos na fascinante produção artística de Antônio Roseno de Lima, um nordestino que deixou sua marca expressiva na favela Três Marias, em Campinas (SP), até seu falecimento em junho de 1998.

A Arte Precária que Encontra Voz

A.R.L., como assinava suas obras, transformava seu modesto barraco em uma galeria envolvente. Utilizando materiais precários, muitos deles resgatados do lixo, ele criava pinturas comoventes. A exposição, com curadoria de Geraldo Porto, artista plástico e professor doutor da UNICAMP, estreia nacionalmente em Belo Horizonte e percorrerá outros Centros Culturais Banco do Brasil pelo país.

Reconhecimento Tardio e Luta Contra Rótulos

Roseno enfrentou desafios durante sua vida artística, participando de poucas exposições e sendo rotulado pelos jornais como favelado e semianalfabeto. Em resposta, o artista, através de letras garrafais em seus quadros, afirmava: “Sou um homem muito inteligente”. A exposição destaca não apenas sua habilidade artística, mas também sua resistência contra estereótipos.

A Sensibilidade Cotidiana Representada nas Obras

A exposição revela a sensibilidade de Roseno diante do cotidiano. Suas pinturas refletem diversas aspirações, como o desejo de ser um passarinho para conhecer o mundo. Mesmo em meio à extrema pobreza, ele encontrava espaço para expressar seus sonhos de forma livre e surpreendente.

Materiais Improváveis, Identidade Forte

A.R.L. usava uma variedade de materiais, desde pedaços de latas até papelões, madeira e esmalte sintético. Sua identidade artística, marcada por cores vivas e figuras contornadas de preto, ganha destaque. Cada obra era acompanhada por um bilhete, mostrando o zelo profundo do artista por sua produção.

Seções Impactantes da Exposição

1. O Bêbado: A Projeção Internacional

A série “O Bêbado” foi a primeira a projetar A.R.L. internacionalmente, estampando importantes livros. Com cores chapadas e o uso marcante de palavras, a obra revela a maestria do artista.

2. Recortes da Cidade: As Aspirações Imaginárias

Aqui, encontramos as aspirações imaginárias de Roseno, representadas em pinturas que abordam temas como dinheiro, fundação de cidades e invenções. Uma visão única e criativa do mundo.

3. Personalidades: Uma Galeria de Notáveis

A.R.L. retrata figuras notáveis, desde presidentes até seu ídolo, Santos Dumont. Sua busca por reconhecimento social é evidente, refletindo-se até em autorretratos.

4. O Fotógrafo: Paixão Pela Fotografia

A fotografia foi uma paixão marcante para A.R.L. Sua série de retratos estática, marcada por poses frontais, revela seu orgulho pela profissão de fotógrafo.

5. Frutos, Flores e Animais: Natureza na Obra de A.R.L.

Composições ingênuas de campos floridos, animais diversos e figuras femininas como sereias e Nossa Senhora Aparecida compõem uma parte significativa de sua produção.

6. Mulheres e Santas: A Representação Feminina

A imagem da mulher, especialmente sereias e Nossa Senhora Aparecida, recebe destaque. Surpreendentemente, mesmo afirmando nunca ter conhecido o amor, Roseno tinha uma relação especial com sua companheira, Soledade.

Sobre Antônio Roseno de Lima

Antônio Roseno de Lima, nascido em Alexandria (RN) em 1926, foi um migrante nordestino que deixou sua cidade natal em busca de novas oportunidades. Fotógrafo autodidata, pintor prolífico e visionário, ele enfrentou desafios, mas sua arte resistiu ao tempo. Seu legado vive nas coleções de importantes museus ao redor do mundo.

Não Perca a Exposição!

A exposição “A.R.L. Vida e Obra” estará em exibição no CCBB BH de 24 de janeiro a 18 de março. Aprecie a riqueza artística de Antônio Roseno de Lima e mergulhe na singularidade de sua visão de mundo.

Serviço:

  • Data: De 24 de janeiro a 18 de março
  • Horários: Quarta a segunda, das 10h às 22h
  • Local: Galerias do Térreo, CCBB BH
  • Ingressos: Gratuitos, retirados em ccbb.com.br/bh ou na bilheteria física
  • Classificação Indicativa: Livre
  • Mais informações: 31 3431 9400 | ccbbbh@bb.com.br
  • Redes Sociais: Facebook | Instagram

Publicar comentário