×

Any Gabrielly fala sobre monogamia, choques culturais e a arte de dividir a conta no podcast do Tinder

Any Gabrielly fala sobre monogamia, choques culturais e a arte de dividir a conta no podcast do Tinder

A cantora e atriz Any Gabrielly foi a convidada do novo episódio do podcast “Match o Papo”, do Tinder. Em entrevista comandada por Clara Moneke, Any falou sobre seus tipos de dates preferidos, suas experiências amorosas e sua visão sobre monogamia e poligamia.

Sobre os dates preferidos

Any Gabrielly revelou que gosta de dates versáteis, que podem incluir museus, restaurantes, bares ou até mesmo ficar em casa para uma noite aconchegante. A cantora também contou que, para chamar a atenção de um boy, uma vez se soltou e dançou em uma balada como se não houvesse amanhã.

Sobre o encontro dos sonhos

Any descreveu seu encontro dos sonhos como “um jantar em um restaurante especial, não necessariamente chique, mas onde possa conhecer verdadeiramente a pessoa, sua essência e lifestyle”. Ela também contou como conheceu seu atual namorado: “Eu e ele não estávamos procurando. Eu saí com a Sina [do Now United] para uma balada, e a Giulia Be me convidou para uma festa que era do melhor amigo dele. Chegando lá, avistei os boys e ele [o namorado] me chamou a atenção… fomos dançar e o papo dele era superlegal”.

Sobre o ship com outro integrante do Now United

Clara Moneke aproveitou a conversa para questionar sobre o ship que os fãs criaram na época entre Any e outro integrante da banda – e Any abriu o coração: “fomos amigos, mas rolava alguns crushes. Era algo que não podia acontecer, tínhamos objetivos na nossa vida, sabe? Mas foi um carinho que criamos ali por aquele momento das nossas vidas”.

Sobre monogamia e poligamia

Any Gabrielly se declarou monogâmica e disse que acha bonito quem consegue viver um relacionamento aberto, mas que ela não evoluiu tanto. “Eu não tenho problema nenhum, já paguei várias vezes, posso dividir também, me acho um pouco feminista até demais. Levo meu cartão, mas já dei uma enrolada, para ver a proatividade do homem”.

Sobre o choque cultural em relacionamentos

Any compartilhou suas experiências sobre o choque cultural em relacionamentos, especialmente quando se trata de diferenças entre o estilo de vida brasileiro e estrangeiro. “As pessoas, no geral, são muito diferentes – os brasileiros são muito calorosos, e o brasileiro em si é o melhor do Brasil. O pessoal lá fora não quer viver, meter o louco, eles são muito organizados e se importam muito em ser cool”.

Publicar comentário