×

Sucesso de público e crítica! Monólogo “Só vendo como dói ser mulher do Tolstói” prorroga temporada no Rio

Sucesso de público e crítica! Monólogo “Só vendo como dói ser mulher do Tolstói” prorroga temporada no Rio

Aclamado pelo público e pela crítica, o monólogo “Só vendo como dói ser mulher do Tolstói” prorroga sua temporada no Teatro Glauce Rocha/Auditório Murilo Miranda, no Centro do Rio de Janeiro, até o dia 13 de abril. As apresentações acontecem às sextas e sábados, às 19h30.

Com texto de Ivan Jaf, direção de Johayne Hildefonso e interpretação visceral de Rose Abdallah, a peça desvenda a relação complexa e, por vezes, abusiva, entre o escritor russo Leon Tolstói e sua esposa Sofia. A partir dos diários de Sofia, o monólogo expõe o machismo presente na vida do casal, mesmo envolta na genialidade literária de Tolstói.

Desmistificando o mito Tolstói e exaltando a voz feminina

A peça vai além de uma simples biografia, convidando o público a refletir sobre o papel da mulher na sociedade e as marcas do machismo estrutural ao longo da história. Sofia, silenciada por séculos, finalmente tem sua voz amplificada no palco, em um discurso potente e libertário.

Figurino premiado e encenação envolvente

O figurino de época, assinado por Giovanni Targa e vencedor do Prêmio Fita, é um destaque à parte da encenação. As pesadas vestimentas remetem ao rigoroso inverno russo e à opressão vivenciada por Sofia. A iluminação, o visagismo e a música original completam a atmosfera imersiva da peça.

Serviço

  • Temporada: De 16 de fevereiro a 13 de abril de 2024
  • Dias e horários: Sextas e sábados, às 19h30
  • Local: Teatro Glauce Rocha/Auditório Murilo Miranda – Av. Rio Branco, 179, Centro (Espaço cultural da Fundação Nacional de Artes – Funarte)
  • Telefone: (21) 2220-0259
  • Ingressos: R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia-entrada)
  • Duração: 1h
  • Lotação: 68 pessoas
  • Classificação: 14 anos
  • Venda de ingressos: Sympla (https://www.sympla.com.br/) e bilheteria do teatro

Publicar comentário