×

Explorando Identidade: Sombras-Luzes na Diáspora Japonesa no Brasil

Explorando Identidade: Sombras-Luzes na Diáspora Japonesa no Brasil

No Museu da Imigração, uma exposição única ganha vida, explorando a riqueza da identidade na diáspora japonesa no Brasil. Sob o título ousado de “Sombras-Luzes”, as artistas Cristina Suzuki e Claudia Kiatake mergulham em um diálogo visual que transcende fronteiras culturais.

A Importância Cultural das Sombras

Na cultura japonesa, a sombra desempenha um papel crucial, especialmente durante o período Edo, quando o Japão se isolou do mundo exterior. O ensaio “Em Louvor da Sombra”, de Junichiro Tanizaki, destaca a relevância da sombra nas artes, na arquitetura e no cotidiano japonês. Para as artistas, as sombras não são apenas ausência de luz, mas metáforas das dualidades culturais.

Dualidade e Ambiguidade na Arte

Ao estabelecerem-se no Brasil, as artistas mergulham na dualidade e ambiguidade dos elementos luz e sombra como símbolos de duas culturas convergentes. A cultura japonesa, ao se mesclar ao contexto brasileiro, incorpora novos matizes à sua identidade. O curador Allan Yzumizawa destaca que as obras refletem esse espaço ambivalente, eliminando distâncias estigmatizadas entre Oriente e Ocidente.

Performance e Diálogo Cultural

Durante a abertura da exposição, uma performance única na instalação “Lago de Nanquim” destaca-se. Esta obra, compartilhada pelas artistas, materializa os contrastes entre as culturas europeias e asiáticas, promovendo a reflexão sobre interseções, conflitos e possíveis confluências culturais na sociedade brasileira, originadas pelo processo de imigração.

Artistas em Foco

Claudia Kiatake: Artista que produz pinturas abstratas utilizando cera de vela, nanquim e outras técnicas sobre diferentes suportes. Sua pesquisa explora conceitos da estética japonesa, relacionados à efemeridade e ao sutil.

Cristina Suzuki: Formada pelas Faculdades Integradas Teresa D’Ávila, pesquisa padrões artísticos utilizando diversas formas de expressão, desde gravuras até vídeos digitais.

O Olhar do Curador

Allan Yzumizawa, curador da exposição, é um profundo pesquisador de cultura e arte contemporânea. Seus projetos anteriores evidenciam seu compromisso com a inovação e a exploração artística.

Informações Práticas

Inauguração:

  • Data: 23 de janeiro, às 14h
  • Local: Sala de exposições temporárias Hospedaria em Movimento
  • Em cartaz até: 5 de maio de 2024

Museu da Imigração: Rua Visconde de Parnaíba, 1.316 – Mooca – São Paulo/SP CEP: 03164-300 Tel.: (11) 2692-1866 Funcionamento: Terça a sábado, das 9h às 18h, e domingo, das 10h às 18h Entrada: R$ 16 (meia-entrada para estudantes e pessoas acima de 60 anos) Grátis aos sábados e para crianças até 7 anos

Conclusão: “Sombras-Luzes” oferece uma imersão única na identidade da diáspora japonesa, explorando as interseções culturais que moldam a sociedade brasileira. Não perca a oportunidade de mergulhar nessa experiência visual única, enriquecendo sua compreensão da riqueza cultural que nos cerca.

Publicar comentário