×

<strong>Thiago Pantaleão apresenta “Fim do Mundo”, primeiro álbum da carreira, nesta sexta-feira (23)</strong>

Thiago Pantaleão apresenta “Fim do Mundo”, primeiro álbum da carreira, nesta sexta-feira (23)

Disco chega com 9 faixas, sendo 8 inéditas, com parcerias com nomes como Day Limns, Lukinhas, Pablo Bispo e Ruxell

Baseado em fatos reais, Thiago Pantaleão lança nesta sexta, 23 de setembro, o primeiro álbum de sua carreira, intitulado “Fim do Mundo”. O projeto chega pelo selo slap, da Som Livre, e conta com 9 faixas no total, sendo 8 inéditas, com parcerias com Day Limns, Lukinhas, Pablo Bispo e Ruxell – ouça aqui. 

Com um mix de sonoridades que passeiam pelos gêneros pop e rock, mas sem perder a essência dançante – um dos pilares da arte de Pantaleão – o álbum “Fim do Mundo” explora muito da história do próprio artista. “Cada música tem um pedacinho, uma experiência que eu vivi, 100% autoral e queria muito fazer com que a principal mensagem fosse transformar coisas que eu vivi em inspirações para outras pessoas”. 

Além de “Lambo”, faixa-foco do álbum, e da já conhecida do público Desculpa Por Eu Não Te Amar – lançada no final de julho e que já supera a marca de mais de 1 milhão de plays nas plataformas de áudio e vídeo, já tendo sido inclusive compartilhada por Anitta, Preta Gil, Rebecca e Juliette nas redes sociais. Completam o projeto as inéditas: “Fim do Mundo”, “Mente Pra Mim”, “Konoha”, “Teu Pescoço”, “Pedacinho de Mim”, “Tudo em Seu Lugar” e “Joga Na Minha Cara”.

Fã de heróis, animes e k-pop, Thiago quis imprimir sua personalidade e referências para muito além das composições. A capa de “Fim do Mundo”, por exemplo, ganhou uma imagem que remete a todo esse universo de animações japonesas. A partir de uma foto feita por Gabriel Renné, a arte foi realizada com a coordenação de design de Victor Corrêa, design de Victoria Angel e João Ferro, e ilustração de Lucas Paixão.

“Esse álbum é uma parte da minha vida, do que eu sou, minha verdade, e podem esperar muita sinceridade, desde pra mexer a raba, para falar de amor, de putaria, o que for. É um pouquinho de mim, muita sinceridade, energia e espero que as outras pessoas que ouçam de primeira, não me conheçam, consigam entender a mensagem”, destaca Thiago.

Segundo o artista, a música liberta. “Ela me libertou, me fez enxergar quem eu sou, e eu quero passar para as pessoas a mensagem de que todos nós podemos ser livres sendo quem somos, sem nos preocuparmos com o que as pessoas pensam. Eu quero fazer com que minha música ajude outras pessoas”.

Álbum “Fim do Mundo” – Thiago Pantaleão

Lançamento slap/Som Livre – 23 de setembro

Tracklist + faixa a faixa:

1. Joga Na Minha Cara

2. Desculpa Por Eu Não Te Amar

3. Mente Pra Mim 

4. LAMBO

5. Pedacinho De Mim feat. Pablo Bispo

6. Konoha feat. Lukinhas

7. FIM DO MUNDO

8. Teu Pescoço feat. Day Limns e Ruxell

9. Tudo Em Seu Lugar

FAIXA A FAIXA

Joga Na Minha Cara

Composição: Thiago Pantaleão/ Gondim/ Ruxell/ Pablo Bispo/ Marcello Azevedo/ Lukinhas

“Foi a primeira música que começamos a fazer. Antes mesmo de ter a ideia do álbum, começamos a nova era, antes do Pablo (Bispo) começar. É uma música extremamente experimental, ela tem um pop indie, eletrônico, trap e uma acapella. É o nosso ‘megazord’, várias coisas misturadas, mas é meu xodózinho. Também fala sobre minha liberdade, de me expressar, de quem eu sou, de tudo da minha vida. Ela vai ser a primeira música do encarte do álbum porque quem escutar vai ficar surpreso”. 

Desculpe Por Eu Não Te Amar

Composição: Thiago Pantaleão/ Gondim/ Ruxell/ Pablo Bispo/ Multi

“Foi a primeira faixa lançada, o xodozinho do álbum, porque ela fala de uma maneira leve sobre algo que não é tão legal, sobre você não conseguir retribuir o sentimento para uma pessoa que você gosta, mas que não cabe naquele momento da sua vida. É essa mensagem de carinho para essas pessoas que não são correspondidas, porque acho que a responsabilidade afetiva ajuda as pessoas a não se machucarem e assim não machucam outras pessoas, e assim vira uma corrente do bem. Sobre a repercussão, superou todas as minhas expectativas, é meu maior lançamento da carreira, já esperávamos algo grandioso, mas não tão quanto foi. Já passou de 1.5 milhão de plays e é uma música que não segue uma fórmula, é uma música mais old school, mais oitentista, e fiquei surpreso como as pessoas abraçaram. Você consegue fazer algo moderno com elementos de época”. 

Mente Pra Mim

Composição: Thiago Pantaleão/ Gondim/ Ruxell/ Pablo Bispo/ Anchietx/ Lukinhas/ Feyjão

“É sobre uma situação que eu sabia que a pessoa estava mentindo, mas que era uma pessoa gostosinha de ficar. E aí eu não ligava muito, sabia que estava mentindo pra mim, mas continuava ficando comigo”. 

LAMBO

Composição: Thiago Pantaleão/ Gondim/ Ruxell/ Pablo Bispo/ Multi

“É a porradinha do álbum. Existem vários lados do Thiago, e esse é o lado mais ousado, que durante muito tempo, eu não sabia que podia ser. É o manifesto da minha liberdade, é uma persona para explorar todos os lados e tudo aquilo que posso ou não fazer. É muito chiclete, fica na cabeça das pessoas, é um pop novo, é uma fórmula nova de fazer pop, que mistura com rock e estamos trazendo essa estética para o álbum todo e casou muito, ficou muito sofisticada. No clipe, eu vi pela primeira vez uma lamborghini e só pensei no meu pai, que é caminhoneiro, e pensei “caramba, um dia vou comprar uma pra ele” [risos] – uma lamborghini azul. Foi uma experiência incrível, um dia intenso de gravação e o mais legal é que tive dois dias para aprender a coreografia com a Jessi Muller – que pra mim é a maior coreógrafa desse país – e ela conseguiu passar coreografias extremamente difíceis pra mim. Vou levar para o show, para a vida”. 

Pedacinho De Mim feat. Pablo Bispo

Composição: Thiago Pantaleão/ Gondim/ Ruxell/ Pablo Bispo/ Maffalda/ Fraga

“É um feat com o Pablo Bispo, se não o maior, uma das minhas maiores referências. Ele me ensinou muito sobre música. Me apadrinhou dentro do estúdio, é um dos maiores produtores da história desse país, e com o jeitinho humilde e gente boa me ensinou tudo, e como esse álbum fala sobre mim, um ponto importante da minha vida artística foi quando ele me fez refletir sobre o que eu poderia fazer, as músicas que eu poderia seguir. Para esse trabalho, o principal foi me respeitar e ver que eu curto de tudo um pouco, é um álbum experimental, que mistura de tudo, principalmente rock que foi algo que consumi muito. É uma música do Fraga, Lukinhas, Pablo Bispo e minha”. 

Konoha feat. Lukinhas

Composição: Thiago Pantaleão/ Gondim/ Ruxell/ Pablo Bispo/ Multi/ Lukinhas

“É um feat com o Lukinhas, meu melhor amigo, meu irmão de alma. Como todo o álbum, tem muito a ver comigo e eu curto muito a cultura nerd, geek, animes, séries e filmes de heróis. Naruto foi a obra de arte que mais assisti, consumi e aprendi muita coisa. Não poderia deixar de falar sobre esse lado meu, só que de uma forma mais da realidade do jovem, das nossas vivências. E não poderia faltar o Lukinhas. Você pode chorar e também ficar com o coração quentinho na mesma música”. 

FIM DO MUNDO

Composição: Thiago Pantaleão/ Gondim/ Ruxell/ Pablo Bispo/ Multi/ Fraga/ DJ Sydney Sousa/ Morello

“Fim do Mundo é o meu grito de liberdade. Durante muito tempo vivi aprisionado em um medo social e religioso, que dizia que o mundo estava acabando por pessoas como eu, pessoas que estavam sendo livres para amar. Então, resolvi ironicamente acabar logo com esse mundo que me aprisiona. O clipe está intensamente incrível, tem muita dança, onde me senti uma verdadeira “Pussycat Dolls”. Entreguei tudo de mim. A coreografia é bem difícil, mas é linda de assistir.”. 

Teu Pescoço feat. Day Limns e Ruxell

Composição: Thiago Pantaleão/ Gondim/ Ruxell/ Pablo Bispo/ Day Limns

“É com a Day Limns e o Ruxell. O álbum todo é uma estética rock, punk rock, e queríamos fazer isso de uma forma mais natural possível e acho que a Day, como um ícone do rock no Brasil, é o rosto da nova geração do rock. E a música fala sobre deixar um nome, uma marca no rosto da pessoa, de ficar pensando em você o tempo todo, e nada mais isso do que o bordão “Ruxell No Beat”, né?, onde já é uma marca registrada da figura do Ruxell e que fica grudado na nossa mente, além da energia forte da Day. Foi um feat perfeito, com composição dos dois (como também minha, de Gondim e Pablo Bispo) e que causou e casou perfeitamente”.

Tudo Em Seu Lugar

Composição: Thiago Pantaleão/ Gondim/ Ruxell/ Pablo Bispo/ Multi

“É uma música mais filosófica. Ela fala sobre o tempo das coisas, que não precisa ser eterno, ela é mais lenta, mas no finalzinho fica mais rápida em uma vibe A-ha, só que a mensagem dela não muda, ela é sobre ter uma pessoa ou ser a própria pessoa de se escutar, se respeitar, e que no final tudo fica bem”.

Sobre Thiago Pantaleão

A voz da nova potência da música pop brasileira tem nome e sobrenome: Thiago Pantaleão. Conhecido pelo timbre de voz único e habilidades impressionantes para a dança, o cantor e compositor natural de Paracambi, no Rio de Janeiro, foi achado pela Liga Entretenimento, no ano de 2020, onde desde então, gerencia sua carreira artística. 

Na infância, o artista se apaixonou pela música, sempre inspirado pela família. Sua mãe foi sua primeira “diva gospel”, como ele mesmo define ao lembrar que a acompanhava cantando no palco da igreja, que tinha ainda o pai como um dos músicos. O local também rendeu ao artista a primeira experiência envolvendo conflito entre religião e orientação sexual. Hoje, aos 25 anos, Thiago expressa forte e livremente sua opinião através da arte, sendo um cantor membro da comunidade LGBTQIAPN+ e abordando a temática em suas canções, assim como também pautas raciais. 

Entre seus últimos trabalhos estão os singles “Te Deixo Crazy”, com participação da cantora transexual Danny Bond, “Bumbum Check”, em parceria com o beatmaker Ruxell, “Faz Assim”, “Tipo Iza”, “Disk”, “Love Com Você”, “Qualquer Lugar” (em feat. com Izrra, no segundo álbum do projeto POSS – Proteja Os Seus Sonhos) e “Grande Amor”, que conquistaram além de milhões de plays nas plataformas de áudio e vídeo, também a audiência de artistas como Preta Gil, Pabllo Vittar, IZA, Gloria Groove e Liniker, que se encantaram após terem contato com o talento do artista através das redes sociais.

Para esta nova fase, Thiago Pantaleão assinou contrato com a Som Livre e aposta num mix de pop rock e R&B para o primeiro álbum da carreira. O produto promete estourar a bolha do pop nacional com sonoridade inédita, além de hits e parcerias especiais. A carreira de Thiago Pantaleão nasce com direção artística de Pablo Bispo, produção musical de Ruxell e Gondim, arranjos musicais de Multi e agenciamento da Liga Entretenimento.

 Thiago Pantaleão nas redes:

Spotify

Instagram

YouTube

Tik Tok

Publicar comentário