×

MATUTA – Mostra de Artes Gráficas e Literárias Independentes de Ribeirão Pires ocupa Parque Oriental neste fim de semana

MATUTA – Mostra de Artes Gráficas e Literárias Independentes de Ribeirão Pires ocupa Parque Oriental neste fim de semana

Evento gratuito, produzido pela Pólen Coletiva, conta com feira de publicações, oficinas, contação de histórias, exposições, atrações musicais, performances, troca de livros e mesas de conversa online

Livros, zines, HQ, ilustrações, gravuras, fotografias, colagens, cadernos, carimbos e serigrafias. A MATUTA está de volta! O universo da produção de artes gráficas e literárias independentes vai tomar conta de Ribeirão Pires entre os dias 08 a 11 de setembro. A 2ª edição do evento, criado e produzido pela Pólen Coletiva, conta com programação online, nos dias 08 e 09/09, e programação presencial, nos dias 10 e 11/09, no Parque Oriental – Milton Marinho de Moraes, em Ribeirão Pires, das 9h às 17h. A programação presencial vai contar com feira de publicações, oficinas, contação de histórias, exposições, espaços interativos, performances, troca de livros e atrações musicais. Programação completa é possível conferir no instagram da Feira Matuta: https://www.instagram.com/feiramatuta/

Paula Lira, uma das produtoras e curadoras do evento, explica que a Matuta foi pensada para abrir espaços e valorizar a produção cultural local e regional. “Estamos em um território considerado culturalmente como periferia e interior de São Paulo, mas é uma região fértil que concentra um número enorme de artistas e fazedores de cultura e que também pode ser reconhecida enquanto pólo cultural e intelectual fora das capitais. A curadoria quis reconhecer e fortalecer a cena artística pulsante desenvolvida em Ribeirão Pires, região do ABC e na periferia de São Paulo. Esses artistas que não estão nos holofotes e não ganham reconhecimento”.

As atrações musicais, contação de histórias e performance são todas de profissionais da cidade, já as oficinas são ministradas por artistas de Ribeirão Pires, Mauá e Cotia. O evento também procura promover o intercâmbio com artistas de outras regiões e aproximar o público da produção das artes gráficas e literárias, incentivando a leitura e a formação de público de cultura.

“A Matuta coloca Ribeirão Pires no mapa das feiras de publicações independentes, legitimando a produção cultural, artística e intelectual enquanto atrativo turístico, provando que cultura e turismo andam juntos”, complementa Paula.

A mostra ainda busca fomentar o turismo e promover o potencial que Ribeirão Pires tem para receber e produzir eventos culturais, estimulando a economia criativa e integrando o evento com outros espaços culturais já atuantes no município. Monique Amaral, uma das produtoras e curadoras do evento, explica que a Matuta é a realização de potências. “Uma potência de um coletivo, que vem sonhando e fazendo ela acontecer desde 2020, uma potência de Ribeirão Pires e região para a cultura e turismo cultural. Um sonho coletivo que pairava em que o caos criativo da pandemia botou a faísca necessária para acender e nascer. Um espaço de criação. E é isso que eu acho que a Matuta vem sendo e tem potência pra ser”.

A feira de publicações ocupará todo o Galpão do Parque Oriental e vai reunir 76 expositores entre artistas e editoras independentes de Ribeirão Pires, do ABCDMRR e Alto Tietê, do centro e da periferia de São Paulo, de cidades do interior e do litoral do Estado. Para a seleção dos mais de 100 artistas inscritos na chamada aberta, a curadoria deu preferência a pessoas periféricas, negras, LGBTQIA+, indígenas, PCD e coletivos.

Entre os expositores, estão confirmadas 10 editoras: Lote 42, Coopacesso, Estúdio Molotov HQ, Corsário-Satã, Editora Caixote, Kitembo Literatura, Devora Editorial, Mocho Edições e Sobinfluência, Selo Harvi.

As oficinas, realizadas na Casa do Origami, serão de Xilogravura com Edson Ikê; Zine para Crianças com Mayara Marini (a partir de 6 anos); Serigrafia com Luiza Zelada (luzeprints); Poesia com Maira Garcia; e Stencil e Grafite com Thiago Vaz. As vagas são limitadas e por ordem de chegada, para participar é necessário fazer inscrição 1h antes do início da atividade.

A programação ainda conta com atrações como Live Painting com Thiago Vaz, contação de histórias com Cecília Castro; MIC Aberto com Território Livre FM e show de Camila Nazareth. A programação do sábado será encerrada com o show de Maria Colibri e Lino Lírio, já no domingo, a festa de encerramento da MATUTA fica por conta do show de Balaio de Canelau.

Food trucks e barracas de comida serão as opções gastronômicas dentro do Parque, mas também é possível a realização de piqueniques em várias áreas de gramado e sombra.

A tradicional feira de artesanato da cidade também estará presente.

Para facilitar o acesso ao público e reduzir a necessidade de carros individuais, a MATUTA oferece translado gratuito entre a Estação de Trem/Praça da Matriz e o Parque Oriental com viagens em um microônibus a cada 30 minutos durante todo o evento, entre às 8h e às 18h30.

Além disso, alguns parceiros dos arredores se preparam para oferecer aos visitantes opções gastronômicas e de atrações musicais a partir das 18h, no Happy Hour Matuta, como Fun House Estúdio Bar, Queijaria Manacá, Padaria Maristela e Canoa Quebrada.

PROGRAMAÇÃO ONLINE

A programação online vai contar com a MATUTANDO, as mesas de conversa online, que reúnem artistas e publicadores para refletir e compartilhar processos e técnicas, além de discutir temáticas importantes que atravessam o fazer artístico. A MATUTANDO Leitura Viva – Ribeirão Ativa, mesa composta apenas por mulheres, marca a abertura da MATUTA 2022. O encontro, que reúne ARCA, Comissão da Palavra, Território Livre e Rede Beija-Flor, é uma forma de homenagear o movimento independente e coletivo, valorizar o trabalho de coletivos que atuam na luta por bibliotecas públicas e comunitárias, projetos de incentivo à leitura, publicações independentes e políticas públicas culturais. Teremos a MATUTANDO Editoras Independentes que reunirá para uma troca de experiências, compartilhando processos, desafios e o mercado independente, as editoras Elefante, Lote 42, COOPACESSO e Kitembo Literatura.

A mesa que fecha a programação online, é a MATUTANDO Meio Ambiente e Arte, sobre processos e técnicas que se preocupam com a sustentabilidade, os resíduos, materiais reaproveitados e não-poluentes. A mesa reúne as artistas Helô Rodrigues, que utiliza tintas naturais em suas aquarelas, Letícia Rodrigues, que reaproveita o refugo de tecidos da moda, como couro e lona para produzir cadernos artesanais, Samanta Ortega que trabalha com reveladores naturais para fotografia analógica e o Leonardo Gomes, que pesquisa sobre gravuras e resíduos. Além das mesas, a oficina Papel Reciclado e Tintas Naturais com Valentina Amaranta, também será online, mostrando um passo a passo que será possível ser realizado em casa, reforçando ainda mais as questões ambientais.

Histórico

O nome MATUTA, surgiu de uma contradição entre a palavra “matutar”, que traz o significado de discernimento e de refletir muito sobre algo, e o termo “matuto”, adjetivo muitas vezes usado de uma forma pejorativa, para falar do caipira, das pessoas de roça e do interior que não teriam conhecimento. O nome homenageia a região, a sabedoria popular e ancestral, e a produção cultural e intelectual produzida fora da capital. A imagem da preta velha é a personificação da Matuta, ela junto ao pássaro Cambacica, nativo da Mata Atlântica, são os símbolos da identidade visual assinada por Edson Ikê.

O projeto nasceu em 2021, contemplado pelo edital da Lei Aldir Blanc, e teve sua primeira edição entre os dias 18 e 21 de março de forma remota por conta do agravo da pandemia, o isolamento e o fechamento dos parques. A mostra contou com 50 artistas participantes de 16 cidades. Foram mais de 30 horas de transmissão ao vivo no instagram e youtube, entre a programação tiveram mesas de conversas, entrevistas, oficinas, lançamentos de livros e atrações musicais, alcançando mais de 1900 visualizações.

“Assim como a vida vive de transformar uma coisa fazendo outra, a arte e a cultura também o fazem – como o ar que inspiramos vira combustível para nossa vida, a arte que nos inspira afetivamente também é combustível para seguirmos criando, inventando significados, tecendo afetos. E feiras são espaços lindos para essa antropofagia toda: um monte de gente junta, manifestando o que os inspira e trocando com os visitantes”, finaliza Monique Amaral, uma das produtoras e curadoras do evento.

A Matuta – Mostra de Artes Gráficas e Literárias Independentes de Ribeirão Pires é um projeto produzido pela Pólen Coletiva, contemplado pelo edital Proac Expresso Lei Aldir Blanc e conta com patrocínio da Gênesis Tinta (oficinas) e com apoio: Senac Lapa Scipião, Aciarp, Martinez Eventos, Território Livre FM, Comissão da Palavra, RBSom, Secretaria de Cultura e de Turismo de Ribeirão Pires.

Programação completa segue abaixo e também no instagram da Feira Matuta: https://www.instagram.com/feiramatuta/

MATUTA – 2ª Mostra de Artes Gráficas e Literárias Independentes de Ribeirão Pires de 8 a 11 de setembro de 2022

Mais informações e programação completa: https://www.instagram.com/feiramatuta/

8 e 9/09 – Youtube e Instagram

10 e 11/09 – Parque Oriental

Contato:

Paula Lira | produtora | Pólen Coletiva

(13) 99754-1134

feiramatuta@gmail.com

PROGRAMAÇÃO | 2ª MATUTA – 8 a 11 de setembro de 2022

Online (Youtube e Instagram)

QUINTA 8/09

Fala de Abertura

Youtube

18H30 MATUTANDO | Leitura Viva – Ribeirão Ativa

ARCA @arcacidadaosartistas

Comissão da Palavra @comissao_dapalavra

Rede Beija Flor @beijaflor.rede

Território Livre FM @fmterritoriolivre

20H30 MATUTANDO | Editoras Independentes

Coopacesso (coopacesso.org)

Elefante @editoraelefante

Kitembo @kitembo_literatura

Lote 42 @lote42

Instagram

21H30 OFICINA | Papel Reciclado com Valentina Amaranta @vale.n.china @kiwitcha

SEXTA 09/09

20H30 MATUTANDO | Meio ambiente e arte

Helô Rodrigues @helorodrigues.art

Letícia Rodrigues @lerodrigue.s

Leonardo Gomes @leonardo.g.gomes

Samanta Ortega @floraefilme

Instagram

21H30 OFICINA | Tintas Naturais com Valentina Amaranta @vale.n.china @kiwitcha

Programação Presencial – 10 e 11 de setembro – Parque Oriental – 9h às 17h

SÁBADO 10/09

9h – Início da feira de publicações (Galpão)

9h – 11h – OFICINA | Xilogravura com Edson Ikê (Casa do Origami) @edson.ike

10h – LambidasMinas @lambidasminas

10h30 – Escrita ao vivo de poema com Suzana da Costa (Jardim) @suzana.cbl

11h – Jogos Literários com Alunes da ETEC

11h – 12h45- MIC ABERTO Território Livre FM (Galpão) @fmterritoriolivre

13h – Performance Além da Poesia com Hugo Paz @hugorodriguespaz

13h – 15h – OFICINA | Poesia com Maira Garcia (Casa do Origami) @depoisdaluadeontem

14h – 15h – MIC ABERTO Território Livre FM (Galpão) @fmterritoriolivre

15h – 17h – OFICINA | Zine para crianças com Mayara Marini (Casa do Origami)

Programação Infantil @maymariniproduzines

15h – Jogos Literários com Alunes da ETEC

16h – 17h – Show Maria Colibri e Lino Lírio (Galpão) @amariacolibri @linocantador

DOMINGO 11/09

9h – início da feira de publicações (Galpão)

9h30 – 10h – Contação de Histórias: “O Menino e o Vento Norte” com Cecília Castro do Grupo Porandubas de Teatro (Jardim) Programação Infantil @grupoporandubas

10h – 12h – OFICINA | Stencil e Grafite com Thiago Vaz (Casa do Origami) @thiagovaz.arts

11h – 12h – MIC ABERTO Território Livre FM (Galpão) @fmterritoriolivre

11h – 12h30 – Teatro Lambe Lambe ” Caixa Casa Mundo” com Coletiva Teatral Pontos de Fiandeiras @pontosdefiandeiras

13h – 13h30 – Contação de Histórias: “O Menino e o Vento Norte” com Cecília Castro do Grupo Porandubas de Teatro (Jardim) Programação Infantil @grupoporandubas

14h – 14h30 – Show Camila Nazareth @_camilanazareth

14h – 15h – Live Painting com Thiago Vaz (Galpão | Externo) @thiagovaz.arts

14h – 16h – OFICINA | Pôster Botânico em Serigrafia com Luiza Zelada (Casa do Origami) @luzeprints

16h – 17h – Show Balaio de Canelau (Galpão) @balaiodecanelau

Publicar comentário