×

Gato de Salto Rebate Homofobia com Desfile Glorioso na Sapucaí

Gato de Salto Rebate Homofobia com Desfile Glorioso na Sapucaí

O muso Gato de Salto deu um show de samba e representatividade na primeira noite de desfiles da Série Ouro do Carnaval carioca. Com uma fantasia luxuosa avaliada em mais de 100 mil reais, ele esbanjou carisma e talento na avenida, contrariando os comentários homofóbicos que recebeu durante os ensaios.

Representando o Requinte do Reisado do Nordeste no enredo do Império da Tijuca, Gato de Salto brilhou como destaque de chão da agremiação. A fantasia, composta por uma cabeça enorme, um biquíni de duas peças e uma sandália plataforma toda bordada de pedrarias, foi confeccionada pelo ateliê Adiamantina e veio diretamente da Áustria para impactar o público na Passarela do Samba.

Superando a Homofobia com Samba no Pé

Gato de Salto, que também é tradutor e professor de samba no pé em diversos países do mundo, não se intimidou com os ataques homofóbicos que sofreu. Em entrevista, ele destacou a importância da representatividade LGBTQIAPN+ no Carnaval:

“Estou muito orgulhoso de mim, principalmente depois do ensaio técnico. Mesmo com tantos ataques, no desfile consegui entregar o máximo de mim, toda a minha energia, endereço cabeça erguida. É importante abrir espaço para todos os representantes da comunidade LGBTQIAPN+. Me sinto honrado em ser pioneiro deste grande movimento.”

Espiritualidade e Ritualística

Além de sua performance impecável na avenida, Gato de Salto também chamou atenção por sua ritualística particular. Espiritualista, ele prefere fazer a própria maquiagem antes do desfile e gosta de ficar mais introspectivo para se conectar com as energias positivas. Ao pisar na passarela do samba, tem a tradição de tocar o solo sagrado pedindo proteção aos deuses do carnaval.

Gato de Salto: Um Exemplo de Superação e Diversidade

O desfile de Gato de Salto foi um verdadeiro show de talento, superação e representatividade. Sua performance na avenida é um exemplo de que o amor ao samba não tem gênero e que a diversidade cada vez mais se faz presente no Carnaval.

Publicar comentário