×

Documentário Revela Raízes Afro no Coração do Rio de Janeiro

Documentário Revela Raízes Afro no Coração do Rio de Janeiro

No coração do Rio de Janeiro, onde cada esquina conta uma história, o documentário “Rio, Negro” emerge para destacar a influência vital da população negra na construção da cidade. Dirigido por Fernando Sousa e Gabriel Barbosa, o filme, agora disponível no Curta! e no CurtaOn, lança luz sobre um capítulo muitas vezes esquecido na história carioca.

Traçando as Marcas do Tempo

Explorando arquivos vastos e entrevistas impactantes, “Rio, Negro” desvela as marcas sociais, culturais e estruturais do Rio de Janeiro, todas entrelaçadas com a presença negra desde os primórdios coloniais. Entre as vozes que ecoam no documentário, destacam-se personalidades como a Ialorixá Mãe Menininha de Oxum, a arquiteta e vereadora Tainá de Paula, o historiador Luiz Antônio Simas, os escritores Helena Theodoro e Haroldo Costa, e o carnavalesco Leandro Vieira.

Uma Cidade-diáspora

O filme concebe o Rio como uma cidade-diáspora, onde afrodescendentes moldaram destinos individuais e laços comunitários, desafiando continuamente os projetos “civilizatórios” das elites brancas. “Estamos falando de uma cidade de fato negra. A capital negra da América”, observa o historiador Eduardo Possidonio, um dos entrevistados, ressaltando a importância histórica do Rio de Janeiro como principal porto de desembarque de escravizados.

Conscientização Histórica

A proposta do documentário vai além da mera narrativa histórica. “Rio, Negro” busca conscientizar o público de que a história do Rio de Janeiro e do Brasil está intrinsecamente vinculada à experiência da população negra no país. Este é um lembrete impactante de que as influências perduram, e um legado triste dos tempos da escravidão ainda ecoa.

Acesso ao Documentário

“Rio, Negro” está disponível para visualização no CurtaOn – Clube de Documentários, acessível na Claro TV+ e em seu site oficial. Os novos assinantes que se cadastrarem pelo site desfrutarão de sete dias de acesso gratuito a todo o conteúdo. Com produção da Quiprocó Filmes, o documentário será exibido nas “Sextas de História e Sociedade”, em 24 de novembro, às 21h.

Ao desvendar as raízes profundas que conectam o Rio de Janeiro à população negra, “Rio, Negro” emerge como um tributo à diversidade e uma chamada à reflexão sobre a rica herança cultural que moldou uma das cidades mais icônicas do Brasil.

Publicar comentário