Jota.pê: Lançamento do Álbum “Se o Meu Peito Fosse o Mundo” – Um Novo Capítulo na Música Brasileira

Jota.pê: Lançamento do Álbum “Se o Meu Peito Fosse o Mundo” – Um Novo Capítulo na Música Brasileira

O cenário musical brasileiro acaba de ser agraciado com a primeira parte do aguardado álbum “Se o Meu Peito Fosse o Mundo”, do talentoso cantor, violonista e compositor paulista Jota.pê. Lançado pela gravadora Som Livre em 27 de outubro, este trabalho promete revolucionar a cena musical com suas canções autorais, colaborações incríveis e produção de alto nível.

Um Projeto Dividido em Duas Partes

Este álbum, tão aguardado pelos fãs e amantes da música brasileira, foi concebido de forma inovadora. Jota.pê decidiu dividir o projeto em duas partes, dois EPs, cada um com cinco canções, seguindo a lógica clássica dos LPs, “Lado A/ Lado B”. A segunda metade está programada para ser lançada no primeiro trimestre de 2024. Essa abordagem inovadora permite ao público saborear a música de Jota.pê em doses bem dosadas.

Canções Autorais e Colaborações Marcantes

“Se o Meu Peito Fosse o Mundo – Lado A” é um repositório de canções autorais, escritas por Jota.pê, muitas vezes em colaboração com parceiros talentosos. Além disso, o álbum apresenta novas versões de músicas notáveis, como “Naise”, de Nina Oliveira, e “A Ordem Natural das Coisas”, de Emicida. A riqueza lírica e musical dessas faixas promete cativar os ouvintes.

Produção de Alto Nível

A excelência da produção é evidente em cada faixa de “Se o Meu Peito Fosse o Mundo”. O álbum foi gravado no estúdio Gargolândia, localizado em Alambari, no interior de São Paulo, durante o mês de agosto deste ano. A produção musical ficou a cargo de talentosos produtores, incluindo Felipe Vassão, Rodrigo Lemos e Marcus Preto. Felipe Vassão e Rodrigo Lemos assumiram a direção musical, enquanto Marcus Preto trouxe sua expertise como diretor artístico. A atuação de um time de músicos brilhantes, incluindo Chibatinha, Silvanny Sivuca, Weslei Rodrigo, Fi Maróstica e Samuel Silva, trouxe uma riqueza de sonoridades ao álbum.

Jota.pê: Uma Trajetória de Sucesso

Nascido em Osasco, Jota.pê já conquistou seu espaço no cenário musical brasileiro com seu álbum de estreia, “Crônicas de um Sonhador”, lançado em 2015. Em 2021, seu EP “Garoa” obteve uma excelente recepção, consolidando ainda mais sua reputação. Além de sua carreira solo, o cantor teve uma participação notável no programa “The Voice Brasil”, onde foi elogiado por Lulu Santos como uma das melhores vozes de todas as temporadas. Em 2022, Jota.pê embarcou em sua primeira turnê pela Europa, com ingressos esgotados em todos os shows, demonstrando seu apelo internacional.

ÀVUÀ: Uma Parceria de Sucesso

Além de sua carreira solo, Jota.pê também é o vocalista, compositor e violonista no duo ÀVUÀ, onde compartilha o palco com a talentosa Bruna Black. Essa colaboração resultou na indicação ao Grammy Latino em 2021 pelo álbum “Onze”, que conta com a participação de grandes artistas, como Elza Soares e Zeca Baleiro. Em 2023, a dupla realizou uma bem-sucedida turnê pela Europa, consolidando sua presença no cenário musical internacional.

A Trilha Sonora de “Se o Meu Peito Fosse o Mundo”

O álbum “Se o Meu Peito Fosse o Mundo” traz uma trilha sonora envolvente e diversificada. Aqui está a lista de faixas do “Lado A” do álbum:

  1. “Tá Aê” (Jota.pê/ Theodoro Nagô) – Uma homenagem à influência cabo-verdiana na música de Jota.pê, com letras que evocam lugares distantes que têm um significado profundo para os artistas.
  2. “Um, Dois, Três” (Jota.pê) – Uma canção que evoluiu ao longo dos anos, incorporando elementos de samba e samba-rock, com destaque para a habilidade de Jota.pê e sua equipe de músicos.
  3. “Naise” (Nina Oliveira) – Uma faixa que celebra o forró, um gênero que teve um papel fundamental no início da carreira de Jota.pê. A colaboração com Xênia França traz uma dimensão única a esta música.
  4. “A Ordem Natural das Coisas” (Damien Seth/ Emicida) – Uma reflexão sobre a importância das pequenas coisas na vida, com influência direta de Emicida e seu álbum “AmarElo”.
  5. “Ouro Marrom” (Jota.pê) – Uma faixa profunda que aborda a questão do racismo e da identidade negra, transmitindo uma mensagem poderosa e necessária.

Os Produtores Por Trás do Álbum

Este álbum foi moldado por uma equipe de talentosos produtores:

  • Felipe Vassão: Um renomado produtor musical e criador de conteúdo, com mais de 30 anos de experiência no mercado musical e publicitário. Seu trabalho já foi reconhecido com um Grammy Latino, e ele colaborou com diversos artistas de renome.
  • Rodrigo Lemos: Músico, compositor e produtor musical que contribuiu para projetos em várias áreas da arte, incluindo teatro, dança e cinema. Sua trajetória é marcada por inovação e criatividade.
  • Marcus Preto: Jornalista e produtor musical que trabalhou com uma variedade de artistas e foi premiado no Grammy Latino. Sua expertise é um ativo valioso para este projeto.

Apoie a Música de Jota.pê

Se você é fã de música de alta qualidade e deseja apoiar Jota.pê em sua jornada musical, não deixe de conferir o álbum “Se o Meu Peito Fosse o Mundo”. É uma obra-prima que promete deixar uma marca duradoura na música brasileira.

marramaqueadmin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *