Giulia estrela uma das capas da edição impressa da Glamour Brasil de setembro

Giulia estrela uma das capas da edição impressa da Glamour Brasil de setembro

Vivendo uma nova fase em sua vida, totalmente focada na carreira internacional, Giulia – que passa adotar seu nome de batismo artisticamente também – é uma das personalidades que estrela a capa da Glamour Brasil de setembro, que está disponível nas bancas e no app Globo+ a partir de hoje.

Romântica incansável, Giulia compartilha sobre os planos de internacionalização da carreira após assinar contrato com a Roc Nation – produtora de Jay Z -, novo álbum em inglês, casamento, política, hate e muito mais. Confira os highlights da entrevista abaixo.

Confira abaixo os principais highlights da entrevista e aqui link com mais fotos do ensaio.
A entrevista na íntegra você pode conferir no site da Glamour Brasil.

 

Glamour: Você chegou a se matricular no curso de direito, mas trancou a faculdade antes de começar. De onde veio o desejo de trabalhar com a música?

Giulia: Eu sempre amei música, mas ela era uma parte da minha vida íntima. Sendo muito sincera, já tinha criado um plano: seria advogada e trabalharia na ONU. Não imaginava que a música pudesse se tornar uma carreira. Uma vez, me disseram que a música é como um vizinho que fica batendo na sua porta até você abrir, e não para até que você abra o seu coração. Se eu não tivesse escutado esse chamado, em algum momento ela viria e arrombaria a porta.

 

Glamour: Você assinou com a Roc Nation em rota diferente de quem busca projeção internacional. Por que optou pelo mercado norte-americano?

Giulia: Estratégias são de suma importância, mas, ao mesmo tempo, mais importante que isso é a verdade. Eu escrevo músicas em inglês há muitos anos, o meu primeiro lançamento foi “Too Bad”. Eu devo isso a mim mesma, à minha criança interior. A estratégia para mim, neste momento, está sendo seguir o meu coração. Fora que também tive a grande sorte de ter encontrado o amor da minha vida e ele ser norte-americano, então acabo falando mais inglês do que português hoje em dia.

 

Glamour: Você está em um relacionamento com Conor Kennedy há mais de um ano. Têm planos de morar juntos, falam sobre casamento?

Giulia: Ele já me pediu em casamento mais de 20 vezes, somos muito jovens e temos o desafio das agendas. Quero passar o resta da vida com ele, mas acho que tem um timing certo… Imagine planejar um casamento no meio da turnê? (risos) Ele mora em Los Angeles e vou me mudar para lá em 2024, vamos ver o que vai acontecer!

 

Glamour: Você tinha o desejo de trabalhar na ONU, seu pai e a família do seu namorado também são envolvidos na política. Você é engajada politicamente?

Giulia: Eu comecei a me entender como ser político de uns anos para cá. Entendi que existe um lugar onde posso me alinhar a pessoas que representam ideias nas quais acredito, e esse é um exercício que o jovem tem que fazer sem medo. A política deve estar aberta à renovação o tempo inteiro, a novas ideias, novas estruturas e opiniões porque existem novos seres humanos que precisam de um novo mundo. Nós temos que falar sobre isso, é melhor falar e brigar do que não tocar no assunto, só assim conseguimos caminhar para um mundo melhor.

marramaqueadmin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *