Brasil Celebra o Afrofuturismo de Sun Ra em Novo Álbum Musical com Foco na Justiça Climática

Brasil Celebra o Afrofuturismo de Sun Ra em Novo Álbum Musical com Foco na Justiça Climática

Em um emocionante tributo ao icônico músico Sun Ra, o Brasil se une em um projeto musical inovador intitulado “SOLAR: SUN RA IN BRASIL.” Este álbum de tirar o fôlego é uma colaboração entre talentosos artistas brasileiros e americanos, todos unidos para homenagear o pai do Afrofuturismo, Sun Ra, enquanto ecoam um chamado urgente pela justiça climática.

Homenageando o Afrofuturismo de Sun Ra

“Na linha do tempo, eu acrescento: informação e cultura de rua pra quem quer ficar por dentro. Que a luz ilumine nosso planeta. Um salve pra todas as comunidades”, dispara BNegão na faixa Brainville Dazidéia, que encerra o fantástico Solar – Sun Ra in Brazil, álbum da produtora Red Hot Organization – que, desde 1990, usa mídia e música para mudança social. Disponível em todas as plataformas digitais, o lançamento é, a um só tempo, uma homenagem à genialidade musical de Sun Ra, o pai do Afrofuturismo, reafirmando sua conexão astral e ancestral com as sonoridades e as culturas da África e suas diásporas – aqui em especial atenção à brasileira –; e um libelo sobre um tema urgente: a justiça climática, um chamado para proteção ambiental do planeta e da saúde de seus habitantes mais vulneráveis.

A Colaboração Musical de Destaque

Idealizado pelo produtor e consultor de música, cultura, entretenimento e iniciativas sociais Béco Dranoff e o produtor musical Xuxa Levy, “Solar” conecta os brasileiros Xênia França, Orquestra Afronsinfônica, Tiganá Santana, Max de Castro, Metá Metá, Edgar, Munir Hossn, Hamilton de Holanda, Fabrício Boliveira, Orquestra Klaxon e BNegão com as artistas estadunidenses Meshell Ndegeocello – 10 vezes indicada ao Grammy – e Jazzmeia Horn, em releituras da obra do fundador da Sun Ra Arkestra. A produção é de Marcos “Xuxa” Levy, músico, arranjador, produtor e diretor musical com mais de 30 anos de carreira.

O Legado de Sun Ra

Sun Ra, o pai do Afrofuturismo, deixou um legado musical que transcende o tempo. Sua música, experimental e inovadora, o levou a ser considerado o elo perdido entre Duke Ellington e o grupo de hip hop Public Enemy. Além disso, sua filosofia cósmica e sua missão de pregar a paz social continuam inspirando pessoas em todo o mundo.

Conexão com a Justiça Climática

O lançamento de Solar – Sun Ra in Brazil não apenas celebra a genialidade musical de Sun Ra, mas também aborda questões urgentes de justiça climática. O álbum é uma chamada poderosa para a proteção ambiental do planeta e para a saúde de seus habitantes mais vulneráveis. Em um mundo onde as preocupações com a mudança climática e o aquecimento global são cada vez mais evidentes, a mensagem de Solar ressoa profundamente.

Brasil, Afrofuturismo e Justiça Climática

Conectar a arte brasileira, com a arte e filosofia afrofuturista de Sun Ra e o atual debate ecológico é um acerto. O Brasil é o país mais negro fora do continente africano e o detentor da maior parcela da floresta amazônica – ecossistema fundamental para preservação do planeta. E o resultado é impactante.

Diversidade Musical e Criatividade

O álbum apresenta uma diversidade musical impressionante, desde interpretações emocionantes de faixas icônicas de Sun Ra até composições originais que capturam a essência do Afrofuturismo. Cada faixa é uma jornada musical única, repleta de influências e colaborações inspiradoras.

Mensagem Final

Brainville Dazidéia encerra o álbum, arrematando com perfeição a união entre o trabalho do pai do Afrofuturismo com o frescor e swing brasileiro do hip hop e do samba rock. Max de Castro é o condutor dessa viagem musical, e dá vida a falas originais de Ra, sobre a verdadeira missão do músico. No arranjo, destaque para os solos de metais e a cuíca de China Cunha. BNegão, fecha o projeto, bradando sobre a construção de uma nova realidade a partir do som, do poder da música e da criatividade que vem da rua, ou seja, das periferias e das quebradas. Dos corpos negros e pardos subjulgados e em perigo, mas detentores do conhecimento e da sabedoria ancestral e comunitária que precisam ser preservadas e ajudarão na criação de um mundo mais justo para todos!

O álbum “SOLAR: SUN RA IN BRASIL” é mais do que música; é um manifesto cultural e ambiental que ressoa em todo o Brasil e além, lembrando-nos da importância de preservar tanto nossa herança musical quanto nosso planeta. Este projeto é uma celebração da criatividade, da diversidade e do poder da arte para inspirar mudanças significativas.

marramaqueadmin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *