Narrativas Periféricas: Formação em Quadrinhos Oferece Oportunidades de Expressão Artística no Espírito Santo

Narrativas Periféricas: Formação em Quadrinhos Oferece Oportunidades de Expressão Artística no Espírito Santo

O projeto “Narrativas Periféricas” está abrindo portas para jovens artistas no Espírito Santo. Até 15 de setembro, inscrições gratuitas estão disponíveis para a “Formação em Quadrinhos Narrativas Plurais”. Essa iniciativa, promovida pela Ciclo Escola no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) de São Pedro, em Vitória, oferece uma oportunidade única para jovens criativos de 14 anos ou mais.

A Formação em Quadrinhos é voltada especialmente para jovens negros, moradores de periferias, mulheres, membros da comunidade LGBTQIAPN+, indígenas, pessoas com deficiência, socioeducandos e ex-internos do sistema socioeducativo. São disponibilizadas 30 vagas, sendo 24 delas reservadas para jovens da Grande Vitória.

Uma Oportunidade Inclusiva

Todos os participantes receberão um kit de desenho profissional, refeições e transporte. Na Grande Vitória, o transporte será facilitado através da recarga do cartão GVBus, enquanto no interior, o projeto garantirá passagens de ida e volta, bem como a hospedagem dos alunos.

A formação terá início com um bate-papo sobre narrativas plurais, com foco nas experiências de mulheres negras. Os participantes também terão a oportunidade de explorar tópicos como introdução aos quadrinhos, processo criativo (incluindo diferentes formatos e projetos), o uso de múltiplas linguagens na construção de narrativas (como fotografia e colagem), e participarão de laboratórios, incluindo cartum, tirinhas, charge com foco em narrativas políticas, e criação de personagens, cenas e roteiros em quadrinhos.

Requisitos e Duração

Para participar, é necessário ter noções básicas de desenho, que podem ser comprovadas através do envio de uma ilustração ou portfólio. As aulas acontecerão de 30 de setembro a 28 de outubro, totalizando 48 horas de instrução teórica e prática, distribuídas ao longo de cinco sábados e um domingo.

Além da Formação

Além da formação em quadrinhos, o projeto “Narrativas Periféricas” também prevê a realização de oficinas nas unidades socioeducativas do estado. Os 13 alunos com melhor desempenho na formação, maiores de 18 anos e com pelo menos 75% da carga horária cumprida, serão selecionados para ministrar essas oficinas, recebendo uma bolsa no valor de R$ 1.200,00, com duração de 12 horas.

Impacto na Comunidade

O projeto “Narrativas Periféricas” tem objetivos amplos, incluindo a montagem de gibitecas nas unidades socioeducativas do estado, a produção de uma coletânea dos trabalhos dos alunos e uma websérie. Essa iniciativa visa incentivar a leitura, a escrita e o protagonismo das parcelas invisibilizadas da população, indo além da definição territorial ao considerar corpos e identidades marginalizadas.

“Através dos quadrinhos, uma forma de literatura popular, buscamos construir narrativas plurais que incentivem a leitura, a escrita e a formação de pensamento crítico. Aproximar a leitura da identidade reforça o senso de pertencimento. O ‘Narrativas Periféricas’ está comprometido em fortalecer as políticas culturais que garantem o direito e o acesso à cultura”, afirma Karlili Trindade, gestora cultural do projeto.

O “Narrativas Periféricas” é realizado pela Ciclo Escola, uma organização ativa nos eixos de Cultura, Cidade e Sociedade, promovendo a formação, o diálogo e a gestão e produção cultural. Com recursos captados através da Lei de Incentivo à Cultura Capixaba (LICC), da Secretaria da Cultura (Secult), com patrocínio da Transportadora Associada de Gás (TAG), e o apoio do Instituto de Atendimento Socioeducativo do Espírito Santo (Iases) e da Secretaria Municipal de Cultura de Vitória.

Para mais informações sobre o projeto e as inscrições, acesse os perfis de Instagram do projeto: @narraperifa e @cicloescola. Você também pode entrar em contato através do e-mail projetos@cicloescola.com.br ou pelo WhatsApp: (27) 99657-6252.

Essa é uma oportunidade imperdível para jovens talentosos no Espírito Santo que desejam explorar seu potencial artístico e contribuir para a diversidade cultural da região.

marramaqueadmin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *