Larissa Manoela: Psiquiatra explica o impacto da violência patrimonial para a saúde mental de jovens estrelas

Larissa Manoela: Psiquiatra explica o impacto da violência patrimonial para a saúde mental de jovens estrelas

Nas últimas semanas, a conturbada relação entre a atriz e cantora Larissa Manoela, de 22 anos, e seus pais ganhou destaque nacional, expondo um cenário de conflitos patrimoniais e familiares. A batalha pelo controle dos bens relacionados à carreira da jovem levou a rupturas contratuais e desentendimentos familiares. Diante dessa situação, parlamentares propuseram quatro projetos de lei visando reforçar a proteção dos ativos de menores de idade, evitando assim episódios de violência patrimonial. Enquanto tais disputas não são inéditas, a psiquiatra Livia Castelo Branco, da Holiste Psiquiatria, ressalta a relevância de compreender o impacto na saúde mental das jovens estrelas.

Em uma sociedade em que dinheiro equivale a poder e independência, o desejo de autossuficiência muitas vezes colide com os ideais de amor e respeito familiar. Essa aparente contradição pode gerar inseguranças, sentimentos de culpa por questionar aqueles que forneceram o suporte para o crescimento, além do medo de perder o alicerce afetivo. A psiquiatra detalha que esse conflito interno pode resultar em sofrimento emocional e, quando os sintomas se tornam debilitantes, culminar em um transtorno de adaptação.

Larissa Manoela não é a única a vivenciar essa situação. O ator Macaulay Culkin, aos 14 anos, optou pela emancipação legal, alegando abuso parental na gestão de sua carreira. Similarmente, a atriz Drew Barrymore afastou seus pais da administração de sua carreira aos 15 anos. A Dra. Livia ressalta que, quando disputas familiares sobre questões financeiras e patrimoniais emergem na transição para a vida adulta, o quadro se torna mais delicado, potencialmente levando a transtornos de adaptação.

A adolescência é uma fase crucial para o desenvolvimento da personalidade, em que o apoio emocional, ambiental e material molda características positivas. Entretanto, famílias excessivamente controladoras podem gerar insatisfações, brigas e violência, prejudicando essa formação. Livia Castelo Branco frisa que o acompanhamento psicológico é crucial para enfrentar esse momento, fortalecendo a empatia e a resolução de conflitos.

A psiquiatra ressalta que, mesmo que o caso de Larissa Manoela tenha obtido atenção devido à fama e à riqueza, conflitos familiares podem igualmente impactar a saúde mental de indivíduos anônimos, seja por discordâncias de estilo de vida, decisões ou dinâmicas de cuidado. Em todos os cenários, apoio emocional e social é essencial, com profissionais de saúde mental desempenhando um papel fundamental na orientação e suporte dos envolvidos.

Quando se trata de saúde mental, a informação é o primeiro passo para o tratamento. Para saber mais sobre o tema, visite holiste.com.br.

Sobre a Holiste

Com duas décadas de experiência, a Holiste é uma clínica de referência em saúde mental, fundada pelo médico psiquiatra Dr. Luiz Fernando Pedroso. Com sede em Salvador, Bahia, a clínica oferece atendimento nacional, abrangendo serviços ambulatoriais, internamento psiquiátrico, Hospital Dia e Residência Terapêutica para pacientes crônicos. Sua equipe multidisciplinar, composta por mais de 200 profissionais, inclui médicos psiquiatras, psicólogos, terapeutas ocupacionais, enfermeiros e mais, todos altamente experientes no tratamento de transtornos mentais. Para mais informações sobre os serviços da Holiste, acesse o site www.holiste.com.br.

marramaqueadmin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *