Anna Torres lança clipe “Afric’Anna” celebrando suas raízes africanas e quilombolas

Anna Torres lança clipe “Afric’Anna” celebrando suas raízes africanas e quilombolas

A cantora maranhense Anna Torres lançou nesta quarta-feira, 16 de agosto, o emocionante clipe “Afric’Anna”, uma poderosa ode às suas raízes africanas e quilombolas. Residindo em Paris, França, há duas décadas, Anna Torres exala talento e diversidade cultural em sua música. O vídeo está disponível nas principais plataformas digitais e pode ser apreciado em seu canal oficial no YouTube.

A música, cantada em dois idiomas – português e inglês – é uma colaboração entre Anna Torres, Tommu Tall e DJ Macau. A faixa homenageia os antepassados africanos de Anna, enaltecendo suas influências na música global e ressaltando a inestimável contribuição da comunidade negra para gêneros musicais como samba, reggae, funk, soul, jazz, blues, zook e salsa.

O clipe de “Afric’Anna” é uma celebração de empoderamento. Com imagens vibrantes, letras impactantes e melodia contagiante, o vídeo foi filmado na região de Alcântara, no quilombo (SL). O clipe também destaca modelos trans, incluindo Ytally Martins, uma atleta e jogadora de futebol trans da comunidade quilombola.

“Afric’Anna” faz parte do EP “Um Mundo Diferente”, que englobará quatro faixas distintas: “Lençóis”, “Um Mundo Diferente”, “Afric’Anna” e “Se Veja Como Diva”. O EP apresenta uma variedade de influências e promete cativar os ouvintes com suas melodias e mensagens poderosas.

Anna Torres é uma renomada estrela da música brasileira em Paris, celebrada por sua mistura única de jazz, samba, funk e música tradicional nordestina. Sua jornada musical é repleta de conquistas, desde cantar o jingle da Shell para as Olimpíadas de Atlanta até colaborações em trilhas sonoras de filmes. Com a habilidade de interpretar canções em quatro idiomas diferentes, Anna Torres é verdadeiramente uma artista global.

Nos próximos dias, Anna Torres retornará ao Brasil para uma turnê emocionante e o lançamento do EP em São Paulo (SP) e Maranhão (SL). Sua música continua a ser uma celebração da diversidade, um tributo às raízes e uma expressão de empoderamento que transcende fronteiras linguísticas e culturais.

AIPRM – ChatGPT Prompts

marramaqueadmin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *